Processo contra a Telefônica
por Jisbake de Sousa Gonçalves
jisbake@mandic.com.br

 


A Arteweb Internet Solutions (http://www.arteweb.com.br), empresa que desenvolve web sites e criadora da página Odeio a Telefonica (http://arteweb.com.br/telefonica), a algum tempo é nossa parceira na luta pela moralização do tratamento dado pela Telefonica aos seus consumidores e por indenização pelos danos causados. Em nosso auxílio a Arteweb acrescentou a sua página alguns links para facilitar nossa ação: 

Para ser colaborador na estruturação do movimento ou para participar do processo coletivo de indenização contra a Telefonica.

http://www.arteweb.com.br/telefonica/colaboradores.htm

Para copiar o Modelo de Carta para o Tribunal de Pequenas Causas ou copiar o Guia de como participar do processo coletivo de indenização contra a Telefonica

http://www.arteweb.com.br/telefonica/documentos.htm

Para que tenhamos mais força de expressão, podendo cobrar a Anatel uma solução para a Telefonica, de preferência a cassação da licença de exploração da telefonia em São Paulo e para que possamos centralizar o atendimento a todos que foram prejudicados por esta “empresa”, estamos criando uma Associação que esta na fase de levantamento dos documentos para registro junto a Secretária da Agricultura. 

Esta Associação tem o objetivo de:

1. Mover a ação coletiva contra a Telefonica pedindo a indenização por todos os danos que causou a seus participantes.
2. Orientar aos assinantes da Telefonica quando ocorrer problemas em sua linha telefonica.
3. Registrar casos de abuso por parte dos prestadores “a serviço da Telefonica”, como manutenções não solicitadas, corte de telefone, inversão de telefone, pedido de caixinha, etc. Estes caso serão devidamente relatados para a Anatel, agência que supervisiona as atividades da Telefonica.
4. Evitar abusos por parte das empresas fornecedoras de ramais telefônicos, muito utilizados em condomínios residenciais.

Em suma, cuidar dos interesses de seus participantes neste dois casos, onde eu encontrei muitos abusos neste período em que estou articulando o processo contra a Telefonica:

1. A própria Telefonica, que motivou este movimento
2. A venda de serviços de adminstração de ramais telefônicos para condomínio.

Ainda, cito que estamos articulando para que tenhamos o Brasil no movimento Latino Americano que a Associação de Internautas Latino Americanos mantém, congregando assinantes da Telefonica na Argentina, Chile, Peru e Espanha. Visitem o site http://members.tripod.com/~AILATIN

Também pretendemos através desta Associação ter maior exposição na mídia, fazendo com que nosso movimento atraia a atenção das autoridades que hoje não estão muito interessadas em nossos problemas, achando que nós esquecemos das promessas feitas. Vejam um trecho de uma matéria do Estadão de 30 de julho de 1998:

“…O presidente da Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel), Renato Guerreiro, garantiu que a agência vai desempenhar o papel de cobrar dos novos controladores privados das teles o cumprimento das metas de qualidade e universalização previstas nos contratos. 
O descumprimento de metas de universalização podem levar a multas de R$ 50 milhões e, das metas de qualidade, de R$ 40 milhões. "Temos confiança de que os empresários adquiriram as empresas conscientes dos compromissos dos contratos de concessão", disse. "A sociedade brasileira pode ficar segura de que a Anatel fará com que os contratos sejam cumpridos", afirmou Guerreiro, recomendando juízo aos novos operadores. …“

Para a manutenção desta Associação, o meio que encontramos é a cobrança de uma mensalidade dos associados, permitindo que possamos manter uma equipe que atenda aos associados, que visite-os para dar instruções e colher os casos para alimentar o processo. Esta equipe estará incumbida de editar um magazine informativo, permitindo que todos possam acompanhar a evolução do movimento. E também poderemos fazer a emissão do Adesivo de protesto e soliciação de apoio contra a Telefonica.

Lembro que nossa intenção neste movimento é mostrar para esta Telefonica e para qualquer outras empresas fornecedora de bens ou serviços que queira aproveitar o exemplo da retro citada, que não somos índios a mercê do colonialismo espanhol. Também isto é um exercício para nós consumidores, que estamos finalmente aprendendo a lutar para sermos respeitados por aqueles a quem damos o pão de cada dia. 

Peço que mandem suas sugestões para que melhor estruturemos a Associação. 

 


 
Escríbanos a: 
ailatin@zdnetmail.com

 AILA